O teste farmacogenético interpreta a forma como metabolizamos vários medicamentos de diferentes classes terapêuticas, de acordo com nossas variantes genéticas. Portanto, todas as pessoas podem se beneficiar das informações fornecidas pelo laudo do exame, mesmo que ainda não tomem medicamentos. Por exemplo: se você for se submeter a uma cirurgia, o anestesista saberá qual o anestésico que melhor funciona para você.

No entanto, algumas pessoas podem se beneficiar de maneira mais imediata, caso já utilize medicamentos, especialmente os de uso contínuo. O teste pode ajudar nas seguintes situações:

  • Se você toma muitos medicamentos, porque a sua chance de sentir efeitos adversos é maior.
  • Se você já sente efeitos colaterais ao ingerir algum medicamento.
  • Nos casos em que você desconfia que o medicamento pode não estar produzindo efeitos
  • Para se proteger de efeitos colaterais graves caso você tome antiplaquetário ou anticoagulante. Nesses casos, a sub-medicação pode provocar trombose e a dose excessiva pode resultar em hemorragia, ambas consequências muito graves.
  • Para evitar recidiva de câncer de mama caso você tome tamoxifeno, já que os estudos apontam que um percentual importante de pacientes não se beneficia dos efeitos desse remédio.

Em todos esses casos, o teste ajuda o médico a encontrar a medicação ou a dose mais apropriada para cada pessoa. Se quiser saber mais, visite o nosso site: http://www.conectgene.com/farmagen/

As informações contidas neste site são fornecidas apenas como divulgação de informações gerais e não substituem o aconselhamento médico profissional, o diagnóstico ou o tratamento de um profissional de saúde qualificado. Sempre procure o conselho de seu médico ou profissional de saúde quando tiver dúvida sobre ingestão de medicamente ou condição de saúde.

WhatsApp chat