Algumas pessoas podem ter naturalmente mais músculos do que outras (o que parece totalmente injusto), mas aparentemente tudo se resume a hormônios e genética.

Se você já se perguntou por que não importa quantos pesos você levante ou sessões de treinamento pessoal que você faça, seus músculos nunca parecem crescer e ficar mais fortes… ainda, seu melhor amigo, que não corre, nem nada, nem anda de bicicleta, nem faz ginástica , exibe barriga tanquinho durante todo o ano… Estamos aqui para lembrá-lo de que o condicionamento físico tem resposta diferente para cada pessoa de acordo com alguns fatores. 

Mesmo se todos começassem a comer exatamente as mesmas coisas e fizessem a mesma quantidade de exercícios , não teriam a mesma aparência. Isso ocorre porque nossa herança genética tem influência em tudo, desde a estrutura óssea e o formato do corpo até o peso e a massa muscular de maneira diferente.

Alguns corpos são simplesmente geneticamente preparados para ganhar músculos com mais facilidade do que outros. 

A DIETA TEM ALGO A VER COM ISSO?

Construir massa muscular e definida é um trabalho árduo e também requer uma dieta correta .

“Tenho certeza de que a maioria de nós sabe que querem construir músculos maiores e fortes precisam consumir proteínas”, diz Zoe Purpuri, treinadora da Kobox Boxing Club. “Comer alimentos ricos em proteínas é algo que ajudará no crescimento muscular.”

Se você está se exercitando para construir massa muscular, não deve restringir calorias, mas sim buscar uma dieta balanceada de proteínas, carboidratos e gorduras.

OS HORMÔNIOS TAMBÉM DESEMPENHAM UM PAPEL NA CAPACIDADE DE ALGUÉM DE GANHAR MÚSCULOS?

“A testosterona desempenha um grande papel na síntese de proteína muscular e, portanto, na ‘construção muscular‘”, explica Esther Goldsmith, cientista esportiva da Orreco (uma consultoria especializada em otimizar performance atléticas):  “Pode estar associado ao fator de crescimento da insulina-1 (IGF-1), que também tem um papel no aumento da massa muscular (ambos são hormônios ‘anabólicos’ ou esteróides).”

A maioria de nós sabe que a testosterona é um hormônio sexual masculino e, embora as mulheres tenham testosterona, nelas os níveis naturais são muito mais baixos do que os observados nos homens, explica ela. “As faixas normais de testosterona sérica em mulheres são cerca de 0-2,1 nmol/L, enquanto as faixas normais em homens são 9-40 nmol/L (embora essas faixas possam variar). Como as mulheres geralmente têm níveis de testosterona muito mais baixos, esta é uma das grandes razões pelas quais as mulheres podem achar difícil ‘construir músculos’.”

LEMBRE-SE, AS MULHERES GERALMENTE TÊM UM PERCENTUAL DE GORDURA CORPORAL MAIOR

No que diz respeito à estética muscular, as mulheres costumam ter um maior percentual de gordura corporal, diz Goldsmith, “o que, para a maioria, é necessário para manter um equilíbrio hormonal saudável e um ciclo menstrual regular, e isso tem influência na aparência dos músculos. A força muscular não depende apenas da massa muscular, então, o fato de você não ter aparência musculosa, não significa que você não seja forte.”

Anote um lembrete muito importante: ter um abdômen definido não significa necessariamente que você está em forma e saudável, apenas significa que você tem pouca gordura corporal.

E OS PERÍODOS MENSTRUAIS?

“Também é importante reconhecer que a disponibilidade de energia, a fase do ciclo menstrual e os anticoncepcionais hormonais (bem como outros medicamentos) podem afetar os níveis de testosterona e podem contribuir para a construção muscular ou não”, diz Goldsmith.

“’Se você está em um estado de baixa disponibilidade de energia (gastando mais energia do que está ingerindo) e seus ciclos menstruais pararam, então os níveis de testosterona e IGF-1 podem ser suprimidos, o que poderia interromper qualquer ganho de ginástica e significar que você está mais propenso a estagnar, do que se adaptar ao exercício que está fazendo. ”

O CORPO DE CADA PESSOA É CONSTRUÍDO DE FORMA DIFERENTE – ESTÁ TUDO NOS GENES

A composição da nossa fibra muscular varia de acordo com a genética, explica Zoe Purpuri. “Você não tem controle sobre isso.” 

“Todos nós temos fibras musculares de contração lenta e rápida”, diz ela. “Fibras musculares de contração rápida são usadas para potência e força – movimentos ou exercícios de alta intensidade – e crescem mais rápido e ficam maiores.”

Então, se você é alguém que tem uma porcentagem maior de fibras de contração rápida, você será capaz de obter mais definição muscular, em uma taxa mais alta – puramente por causa de seus genes. 

Nosso melhor conselho? Lembre-se de que cada corpo é diferente, então, em vez de comparar o seu com a aparência de outra pessoa, tente pensar em todas as coisas incríveis de que seu corpo é capaz (obtendo resultados com abdominais ou não).

(original by stylist.co.uk)

O teste NutriFit da ConectGene, além do relatório de Nutrição, entrega um relatório de Fitness, que mostra se você tem mais chance de obter resultado com exercícios de força ou de resistência, de acordo com as suas caraterísticas genéticas. Adquira o seu teste em: http://www.conectgene.com/nutrifit/

As informações contidas neste site são fornecidas apenas como divulgação de informações gerais e não substituem o aconselhamento médico profissional, o diagnóstico ou o tratamento de um profissional de saúde qualificado. Sempre procure o conselho de seu médico ou profissional de saúde quando tiver dúvida sobre ingestão de medicamente ou condição de saúde.

WhatsApp chat