O exercício como remédio tornou-se menos uma tendência e mais um modo de vida após dois anos de COVID-19 e todos os desafios de saúde e estilo de vida que vieram neste período. Manter-se ativo tem sido uma prática em que muitas pessoas confiaram para manter uma mente, corpo e espírito saudáveis ​​durante os períodos de isolamento e perda de convívio social que desencadearam verdadeiras lutas mentais e físicas.

Treinar ajudou muitas pessoas a lidarem com o que veio a ser um novo normal que ninguém poderia ter previsto. Muitas pessoas conseguiram se adaptar a uma nova rotina e manter o auto-controle para assegurar que seus corpos e sistemas imunológicos fossem fortes o suficiente para combater o que quer que surgisse pela frente.

À medida que 2022 se inicia, esse hábito continuará a fazer parte do novo normal de muitas pessoas, agora com a consciência de que mantendo os corpos fortes e saudáveis, será possível proteger a saúde no longo prazo. Trata-se de uma mudança de mentalidade que prioriza a prevenção de doenças ao fazer escolhas de estilo de vida que podem afetar diretamente nossa saúde e bem-estar geral. 

Este ano também poderá ensejar mais colaborações intersetoriais entre prestadores de serviços de saúde, especialmente os especialistas em saúde mental e os profissionais de fitness, e provavelmente também poderá ser o início de uma abordagem mais integrativa (corpo, mente e espírito e mais completa para permitir que as pessoas se aprimorem interna e externamente.

O treino de fitness funcional melhorou os movimentos diários

A necessidade de condicionamento funcional foi desencadeada pelo fato de muitas pessoas terem sido forçadas a ter atividades limitadas devido ao trabalho em casa ou como resultado do período de isolamento que incentivaram as pessoas a ficarem em casa com mais frequência. Como resultado, não nos nos movemos tanto quanto costumávamos. Aqueles que passaram a trabalhar em casa acabaram passando ainda mais tempo sentados em suas mesas do que antes ( 1 ). De acordo com alguns estudos, essa mudança provocou um enorme impacto em nossos corpos, resultando na deterioração da saúde das pessoas, ao mesmo tempo em que dificultou o gerenciamento de tarefas básicas, porque elas simplesmente pararam de usar e fortalecer seus músculos o suficiente para que funcionem bem.

Outros estudos chegam a sugerir que muitas pessoas passam muito tempo em frente à tela durante o trabalho e o lazer. É por isso que a aptidão funcional se tornou essencial, mas o que exatamente é isso? A aptidão funcional também é conhecida como movimento funcional, um tipo de treinamento que prepara e fortalece o corpo para atividades e movimentos diários. Seu papel é prevenir possíveis lesões, melhorar o desempenho atlético e auxiliar em outras tarefas diárias de condicionamento físico, como dobrar para pegar coisas, caminhar, torcer, levantar, carregar, empurrar, puxar, agachar e carregar.

 A maioria dos exercícios de fitness funcional contém padrões de movimento multiarticulares que envolvem joelhos, quadris, coluna, cotovelos, pulsos e ombros, que constroem força e melhoram sua amplitude de movimento. De acordo com especialistas, o treinamento funcional prioriza grupo muscular em vez de determinado músculo. É o treinamento de força que se alinha com as atividades físicas que fazemos diariamente, então coisas como supino ou treinamento direcionado que visam construir massa muscular não se enquadram nesta categoria. 

Esses exercícios não necessariamente ajudam o corpo a realizar movimentos cotidianos, especialmente para a maioria das pessoas que não são fanáticas por academia. É importante entender que o treinamento funcional não se concentra em isolar um grupo muscular sobre os outros em uma determinada sessão, porque não é assim que nossos corpos se movem naturalmente à medida que realizamos nossas atividades. Por exemplo, se você está se abaixando para pegar uma caixa pesada no chão, você não apenas usa seus bíceps para pegá-la, mas também suas pernas precisam ficar agachadas enquanto suas costas e ombros se curvam. 

Por que tentar o treinamento funcional?

  • Para obter maior equilíbrio e estabilidade
  • Para ganhar maior força
  • Para diminuir o risco de lesão

Treinamento de atenção

A pandemia nos ensinou sobre o valor de exercitar tanto a mente quanto o corpo para manter uma vida equilibrada. Como as pessoas agora têm mais responsabilidades de conciliar trabalho, vida e saúde, encontrar momentos para estar consigo mesmo e descomprimir e relaxar tornou-se essencial. Atividades como ioga e caminhada consciente nos ajudam a fazer isso porque não apenas fortalecem o corpo, mas também têm um efeito meditativo na mente. Essas práticas permitiram que as pessoas estivessem mais presentes e vivessem conscientemente, apesar da incerteza do futuro. Nos últimos 2 anos de convivência da ameaça do COVID-19, os programas de ioga, meditação e atenção plena ganharam popularidade, com o consequente aumento  nas vendas de equipamentos e aulas de ioga.

Quais são os benefícios de treinar com atenção plena? 

  • Melhore a saúde física, como apontaram algumas pesquisas, conectando a atenção plena com o aumento da saúde cardiovascular.
  • Indivíduos que praticaram mindfulness apresentaram menor índice de massa corporal e níveis de glicose em jejum (açúcar no sangue).
  • Uma pesquisa publicada no American Journal of Lifestyle Medicine acrescenta que o condicionamento físico consciente pode melhorar a respiração, a frequência cardíaca e a atividade parassimpática.

A atenção plena em geral empoderou aqueles que a usam como uma prática para viver de forma mais saudável, baseado em que a saúde física está ligada à saúde mental. Ser saudável não é apenas uma questão estética, especialmente em um mundo onde as pessoas estão lutando com desafios de saúde mental como depressão e ansiedade. Treinar com mais atenção pode ajudá-lo a se conectar novamente, para que você não fique apenas seguindo os movimentos. Ele capacita as pessoas a viver em sincronia com seus corpos para que possam ouvir e responder melhor ao que seus corpos precisam. 


Os micro treinos vieram para ficar!

Essa tendência vem aumentando desde 2021 – com o trabalho em casa continuando em 2022, manter essas sessões de treino pesado de 1 hora na academia se tornou menos atraente. Isso é especialmente verdadeiro para pais e adultos que trabalham com agendas lotadas e que simplesmente não podem se dar ao luxo de uma hora ou mais de treinamento a qualquer momento. 

Mais e mais pessoas estão optando por circuitos de treinamento mais curtos de 10 a 15 minutos ao longo do dia, o que lhes permite fazer diferentes tipos de treinos. Por exemplo, eles têm a opção de fazer uma corrida curta pela manhã, seguida de uma rápida sessão de cardio ao meio-dia e depois ioga à noite para encerrar o dia. Portanto, o ditado ‘cada pouco conta’ definitivamente se aplica a esses estilos de treino também. 

Embora essa tendência tenha surgido nos últimos anos, agora também é uma maneira de as pessoas fazerem pausas em suas mesas e na tela ao longo do dia para um momento intencional de ‘tempo para mim’. 

De acordo com o American College of Sports Medicine e a American Heart Association, “para melhorar a saúde e reduzir o risco de doenças crônicas, os indivíduos devem praticar um total de pelo menos 150 minutos de exercícios de intensidade moderada a cada semana”. Este objetivo pode ser alcançado fazendo sessões de 30 minutos de atividade cinco dias por semana ou pode ser acumulado com mini-treinos ao longo do dia com pelo menos 10 minutos de duração. Esses períodos mais curtos de treinamento também podem atrair aqueles que ficam entediados com facilidade. Portanto, fazer um conjunto diversificado de exercícios mais curtos pode ajudar a mantê-lo interessado e motivado a permanecer ativo sem perder nenhum dos benefícios que acompanham o exercício.

O microtreinamento também é a melhor abordagem para ajudar a combater o aumento das taxas de inatividade devido à vida social limitada, mudanças de horários e estilos de vida sedentários causados ​​​​pelas restrições do COVID-19. Esses treinos curtos e de alta intensidade são uma ótima maneira de interromper sua rotina diária e combater os riscos à saúde da quietude prolongada.

Aplicativos de treino faça você mesmo

Quando academias e outras instalações de treinamento foram fechadas devido a bloqueios, vimos uma quantidade crescente de pessoas recorrendo a opções de treinamento virtual, como treinos no Youtube de seus influenciadores de fitness favoritos, sessões de ginástica ao vivo com “personal trainers” e outros aplicativos digitais de fitness. Isso proporcionou a muitas pessoas a opção de manter a forma, no ambiente seguro de suas casas. 

Os aplicativos de treino tornaram-se especialmente populares entre aqueles que preferem a conveniência de treinar em seu próprio tempo, tendo a opção de personalizar seu regime de treinamento com base em seus objetivos. Os aplicativos dão às pessoas a flexibilidade de treinar em seu próprio tempo junto com a tecnologia para acompanhar seu progresso em uma plataforma que oferece treinos dependendo de seus níveis de flexibilidade e uma variação de rotinas de treino, especialmente para aqueles que ficam entediados com facilidade. 

Parece que essa tendência só ficará mais forte, embora este ano possa ver mais pessoas adotando uma abordagem híbrida. Como as academias e as instalações de treinamento voltaram a funcionar com capacidade total, é mais provável que as pessoas criem horários que permitam que elas se exercitem na academia em determinados dias, usando aplicativos para todas as outras vezes em que querem se exercitar em um ambiente mais seguro.

Mas, quando tudo estiver dito e feito, aconselhamos que você experimente todas as diferentes opções e veja o que funciona melhor para você, dependendo de suas metas para 2022. Por exemplo, uma tendência como microtreinamento pode funcionar para alguns, mas não para outras pessoas. Não existe uma abordagem única para o condicionamento físico. Recomendamos que você adote uma abordagem que capacite você a viver uma vida completa que mostre cuidado com sua saúde mental e física. 

Para aqueles que pretendem iniciar uma nova jornada fitness este ano, mas não sabem por onde começar, sugerimos que faça um teste NutriFit para começar. Oferecemos informações preciosas que podem permitir que você inicie uma jornada personalizada de acordo com a sua predisposição genética. Por exemplo, podemos ajudá-lo a descobrir se seu corpo responderia melhor ao treinamento de força ou ao treinamento de resistência. Aprender mais sobre sua própria genética e seu corpo é importante para ajudar você a atingir suas metas de condicionamento físico em 2022!

Saiba mais e peça o seu kit em: http://www.conectgene.com/nutrifit/

(Adaptado do original by dnafit.com)

As informações contidas neste site são fornecidas apenas como divulgação de informações gerais e não substituem o aconselhamento médico profissional, o diagnóstico ou o tratamento de um profissional de saúde qualificado. Sempre procure o conselho de seu médico ou profissional de saúde quando tiver dúvida sobre ingestão de medicamente ou condição de saúde.

WhatsApp chat